Inteligência através do PDV

Use seu sistema de ponto de vendas (PDV) para estar em dia com seus dados comerciais e manter contato com o que é importante para seus clientes.

Um sistema de ponto de venda (PDV) é mais que uma ferramenta para coletar e rastrear dados. É uma via de mão dupla, reunindo informações que podem melhorar os negócios e, ao mesmo tempo, fornecer um caminho para a satisfação do cliente. É por ambas as razões que os tablets e as estações comuns em restaurantes também têm lugar nas comunidades de saúde e idosos.

O PDV é um portal para economia de tempo e dinheiro. Os sistemas PDV de dados básicos fornecem provas úteis no rastreamento de compras, gerenciamento de inventário e planejamento de menus. Além dessas eficiências de negócios, há a conexão com o cliente. Basta perguntar a Justin Ely, o Chef e Gerente de Dieta da Waterford Place em Jenison, Michigan, que usa seu sistema para monitorar transações em tempo real e dar aos clientes um link direto para a cozinha.

Uma das grandes formas de isso acontecer é garantir que a comida chegue à mesa como pedida, explica Ely. Ele oferece este exemplo: “Se um cliente pedir uma salada, o pedido não pode ser concluído até que a pessoa que estiver registrando esse pedido selecione um molho - assim uma salada não virá à mesa sem estar preparada corretamente.”

Um gerenciador de menu e uma economia de tempo

Ely supervisiona serviços de alimentação para residentes que vivem em 84 casas de repouso de Waterford, 30 unidades de casas de repouso com cuidados especiais e 39 unidades de reabilitação. Ele também fornece comida para eventos especiais e programas de enriquecimento da vida, bem como para reuniões organizadas pelos hóspedes.

Por enquanto, o sistema PDV é usado apenas na sala de jantar aberta aos residentes independentes no almoço. "Rastreamos os itens que mais vendem, quanto eles custam e quanto lucramos", diz Ely. Isso o ajuda a criar um menu cíclico e pratos do dia usando alimentos populares.

Isso é importante porque os mais de 120 moradores têm outras opções de restaurantes nas proximidades ou podem fazer refeições em suas próprias cozinhas. Ely se esforça para criar a experiência de um almoço em restaurante tão próximo quanto possível. Depois que a refeição é concluída, o pagamento é processado usando o sistema PDV, que pode aceitar cartões de crédito, cartões-presente ou colocar na conta da lanchonete da casa de repouso.

“Os residentes podem utilizar seus crachás de identificação diretamente no PDV e as informações de faturamento são enviadas para uma empresa externa que lida com a papelada, poupando-nos o tempo de gerenciar as contas”, observa Ely.

Vantagem com estoque

Criar eficiências é o que um bom controle de dados faz, de acordo com Nick Saccaro, presidente da Quest Food Management Services em Lombard, Illinois. Não apenas um sistema de PDV pode monitorar o que está vendendo e o que não está, mas também pode dizer o que é popular em horários específicos. Talvez as sopas sejam mais populares no almoço do que no jantar, ou os sanduíches sejam mais populares nos meses quentes do que nos meses frios. Talvez seja mais simples vender algumas fatias de bolo quando um determinado recheio é adicionado.

Usar tais informações, diz ele, torna mais fácil lidar com estoques, armazenamento, desperdício de alimentos e pedidos.

"Muitas cozinhas sofrem com espaço e o sistema PDV pode auxiliar na previsão do quanto e quando eles precisam de determinados suprimentos", diz Saccaro. "Isso ajuda a reduzir o excesso de produtos e a aproveitar ao máximo o armazenamento".

Reduzindo os custos de mão de obra

Qualquer supervisor de cozinha sabe que os custos dos alimentos são apenas parte do cenário. Gerenciar força de trabalho é um grande desafio. Os números que orientam o uso de alimentos também são partes importantes no gerenciamento da mão de obra.

"Se você souber que às quintas-feiras irá servir um prato popular, poderá criar um plano de equipe mais elaborado para prepará-lo e servi-lo", salienta Saccaro. "Talvez você descubra que o trabalho necessário para preparar uma refeição pode ser facilitado usando ingredientes pré- prontos em vez de cozinhar do zero."

Um sistema de PDV também pode ajudar a gerenciar o treinamento da equipe e evitar erros de serviço. "Os dados do cliente que são coletados, como informações sobre alérgenos e necessidades dietéticas ou nutricionais, podem simplificar o processo de encomenda e entrega."

Um alerta alimentar, por exemplo, pode informar os servidores sobre as ordens de um médico no momento em que um pedido de alimento é feito, evitando erros que custam tempo, desperdício de alimentos e prejudicam a reputação do restaurante.

Um toque pessoal

Quando se trata de economizar tempo, Ely diz que se beneficia especialmente do recurso de contagem regressiva que o sistema PDV oferece. "Se ficarmos sem torta de mirtilo, o garçom vai saber disso na mesa, enquanto registra o pedido", diz ele. "Não há nada mais frustrante do que ter seu apetite definido em um pedaço de torta apenas para que o garçom volte à mesa e dê a má notícia de que você precisa reconsiderar seu pedido."

Aumentar a satisfação no restaurante tem uma grande recompensa, diz Ely. Melhora a atmosfera para todos, desde aqueles sentados nas mesas, que percebem um serviço de maior qualidade, até os trabalhadores que desempenham suas funções com mais confiança.

Não importa quão úteis sejam as ferramentas de coleta de dados, não há substituto para a conversa com os clientes, lembra Ely. “Usamos as informações do PDV que reunimos para moldar nosso cardápio, mas ainda gosto de ir de mesa em mesa e cumprimentar os clientes, perguntando a eles o que gostam ou o que querem ver mais no cardápio.”

Onde o sistema PDV ajuda nesse sentido, diz ele, é permitir que os garçons gastem menos tempo recebendo pedidos e mais tempo conversando com a clientela. "Não importa quão bom seja o sistema, você não pode ignorar essa conexão pessoal."

É realmente necessário?

Os sistemas de PDV podem ajudar a melhorar os custos com alimentos e mão-de-obra e aumentar a satisfação do cliente, mas como você sabe se um PDV é algo que deve ser utilizado? Aqui estão algumas perguntas para se fazer:

  • Você vende planos de refeição para residentes ou funcionários?
  • Você está procurando eficiência na manipulação de pagamentos de visitantes e / ou residentes?
  • Você quer adicionar cartão de crédito ou cartão-presente?
  • Você está procurando ajuda para gerenciar seu processo de faturamento?
  • Você quer analisar seus dados de vendas para otimizar suas ofertas de menu?
  • Você precisa de ajuda para entender o lucro que você faz em itens específicos do cardápio?
  • Você quer documentar e analisar seu trabalho?
  • Você está procurando melhorar o atendimento fazendo entregas delivery para seus clientes?

Muitas possibilidades

Recursos, relatórios e integração - um sistema POS versátil pode:

  • Fornecer uma identificação com foto no ponto de venda.
  • Fornecer informações confidenciais para funcionários e familiares.
  • Acompanhar participação em um programa alimentar.
  • Criar planos de refeições personalizáveis por dia, semana, mês.
  • Monitorar nutrição, alertas de alergia, necessidades dietéticas.
  • Fornecer informações sobre contas e relatórios de saldo.
  • Gerar relatórios sobre o desempenho da cozinha.
  • Simplificar o acompanhamento de estoque.
  • Aumentar a eficiência de pedidos.

Cada coisa em seu lugar

Aqui estão todos os lugares que um sistema PDV é usado:

  • Restaurantes;
  • Lanchonetes;
  • Lojas de conveniência;
  • Cafeterias;
  • Carrinhos de comida;
  • Eventos especiais;
  • Lojas de presentes;
  • Cafeterias de funcionários.

Com base nas informações apresentadas anteriormente e na necessidade atual do seu estabelecimento, basta escolher o sistema que melhor se encaixa no seu negócio e fornece as informações que você precisa para crescer e atender cada vez melhor seu cliente.