Nostalgia da época de criança aliada a onda dos coquetéis diferenciados criam juntos uma nova porta para o mundo das bebidas – infusão de leite de cereal.

Quem entre nós, ao crescer, não adorava assistir desenho animado no sábado de manhã com uma tigela de cereal cheio de açúcar sugando o resíduo de leite doce com sabor de marshmallow? Recriar essas memórias de infância levou Christina Tosi, famosa chef de panificação por trás do mini império Milk Bar, a criar sua própria versão de leite de cereais em 2008 (ela usou Corn Flakes com um toque de açúcar mascavo e sal).

O que começou como uma base divertida e saborosa para a panna cotta rapidamente se tornou um prato de cereal com leite e milk-shakes, leite de cereais engarrafado e, eventualmente, sua própria marca registrada. O leite de cereais se tornou uma tendência.

Tornando-se um viciado em cereais

O avanço rápido na demanda por coquetéis imaginativos impulsionou a febre pela bebida, mesclando-se à nostalgia do leite de cereais usando o leite infundido como misturador para bebidas exclusivas. O Chef Gerry Ludwig e sua equipe tomaram nota desta tendência no Nighthawk Breakfast Bar em Los Angeles, Califórnia, no início de 2017. Uma ode ao café da manhã e um bálsamo para os frequentadores de clubes noturnos, o Nighthawk está aberto apenas a partir das 20h às 2 da manhã. Fez tanto sucesso que um segundo local abrirá em breve em Chicago.

Na vanguarda de seu cardápio, que inclui torrada francesa com cobertura de cereais e uma caneca cheia de bacon cristalizado e coberto com molho quente, está a infusão de leite com Crunch de Canela Torrada, Nescau Cereal ou Fruit Loops. Esses coquetéis atingem todos pontos certos - acessíveis, fáceis de entender e mais importante: “Os sabores eram absolutamente deliciosos”, diz Ludwig.

Cobrindo com açúcar

No anual Flavor Experience, uma conferência de três dias repleta de ideias prontas para o cardápio e insights no nível da rua, Ludwig e a equipe prepararam amostras do leite de cereais enriquecido: “Foi um grande slam”, diz Ludwig. "As pessoas estavam amontoadas, pegando as xícaras o mais rápido que podíamos preparar."

A receita mestre, aperfeiçoada na cozinha de teste do Serviço de Alimentos Gordon, começa caramelizando o cereal no forno (150 graus, por cerca de 20 minutos) e combinando com leite para infusão por cerca de meia hora. Em seguida, coe - através de um filtro de malha fina ou gaze - e está pronto para servir. Ludwig diz que praticamente qualquer combinação de sabores funciona, mas alguns de seus favoritos são Cap'n Crunch com whisky de canela, Fruit Loops com tequila e Reese’s Puffs com conhaque de ameixa para combinar com sanduíche de manteiga de amendoim e geleia. Embora esses coquetéis peculiares não precisem de enfeite, um acompanhamento funcional e fácil de executar pode melhorar a apresentação e o perfil extravagante. Ludwig aponta para doces retrô (como Bit-O-Honey combinado com um leite infundido com Honey Nut Cheerios), espetinho de frutas frescas ou de marshmallows.

Enquanto o próprio leite de cereais existe desde… bem… desde a existência do cereal, essas criações amplificadas oferecem uma oportunidade de ser o primeiro a entrar no mercado com uma tendência de ponta. A grande estrela das refeições é o brunch de fim de semana. O leite de cereais é definitivamente uma indulgência de um dia de folga. Versões sem álcool são perfeitas para as crianças, e o leite aromatizado pode ser pré-montado em pequenos frascos de leite para serem servidos. Não há realmente limites para as combinações possíveis, embora variedades de cereais que não economizam açúcar tenham mais caramelização e sabor no forno.